Filipa Cabral

Filipa Cabral

Quem me conhece sabe que adoro decoração e tudo o que tenha a ver com os miminhos da casa.

Quem ainda não me conhece, vai perceber facilmente que este é o mundo em que me sinto à vontade e sou feliz! 

Vou levar-vos nesta minha viagem de decoração e inspiração, passando pelas decorações de interiores e dando um pezinho na decoração e organização de eventos.

Sigam-me nestas Decorações com Amor, e juntos seremos ainda mais felizes, tornando o nosso cantinho ou as nossas festas bem originais e acolhedoras. 

URL do Sítio: http://www.decoracaocomamor.pt

A curta vida de um peixe...

Publicado em Dos meus Dias

O Francisco adora peixe, e adora peixinhos. Vai daí, na semana passada foi dormir a casa dos avós babados, que estão sempre prontos para o receber, e resolvi fazer-lhe uma surpresa para quando o viessem trazer. Comprei dois peixinhos! Aquário tradicional não tinha, mas utilizei uma jarra muito bonita que nos ofereceram como presente de casamento. Coloquei umas pedrinhas, conchas e "voi lá"! Habemos aquário com peixinhos!

Escusado será dizer que o baby adorou, que passava tempos infinitos a olhar para os peixes e ora dizia "peixe!", ora dizia "humm..." (seria este "hum" um presságio de que algo poderia correr mal...)

Passou a fazer parte da nossa rotina da manhã, acordar tomar o pequeno almoço e dar o pequeno almoço aos peixinhos. Acontece que, o Francisco vai à sala dizer bom dia aos peixes e.... "Num tem...!!

Como assim, num tem?! Filho, ainda estás com sono e não estas a ver os peixinhos...! Lá fui eu dizer que estavam lá. ams que estavam escondidos, mas qual não é o meu espanto quando chego à sala e realmente "num tem!!" . Onde estavam os peixinhos?? Teriam dado o grito do epiranga e descoberto que a vida "fora de 4 vidros" é que era fixe? Teriam aproveitado a chuva lá fora e ido nadar no exterior? Ou teria sido o gato...sim o gato, que desde o 1º dia que andava a rondar o aquário, só que eu não imaginei que tivesse um assasino de 4 patas em casa!

Final da triste história, o gato papou os peixes, plo menos tudo aponta para isso e desde aí tenho que dizer que os peixinhos foram dar um passeio... O homem ainda quer que volte a comprar peixinhos, mas eu não tenho carteira para andar a manter um gato a peixes de aquário! Mais valia manter um  burro a pão de ló, que é quase a mesma coisa!

Ler mais ...
Pilates Destaque

Pilates

Publicado em Sobre mim

No final de 2016, fui experimentar uma nova modalidade - Pilates, já com a ideia das resoluções de ano novo na cabeça! 

A gostar, iria iniciar em janeiro. Era uma modalidade que nunca tinha experimentado, mas sobre a qual tinha imensa curiosidade. Já tinha experimentado o Yoga, nos tempos da faculdade, mas pilates nunca se tinha proporcionado.

Experimentei o gostei! É um exercício ótimo para reforçar a zona abdominal, isto para quem, como eu foi mamã, à (relativamente) pouco tempo...22 meses conta como pouco tempo, não conta?!..., e precisa de voltar a apresentar uma barriguinha de jeito...

Posso dizer que fui na 3ª feira e hoje, 6ª ainda me custa tossir....

 

 

As aulas decorrem noEstúdio Just Yoga e são dadas à 3ª e 5ª, às 19.30h.

Em que consiste o Pilates?
O Pilates é um método de condicionamento físico e mental criado por Joseph Pilates (1880-1967) e, mesmo com exercícios aparentemente suaves, os movimentos realizados numa aula de Pilates proporcionam o alongamento e a fortificação do corpo de forma integrada e individualizada, além de que melhora a respiração, diminui o stress, desenvolve consciência e equilíbrio corporal, melhora a coordenação motora e a mobilidade articular e proporciona relaxamento.

Os exercícios de baixo impacto e de poucas repetições proporcionam resultados eficazes e, ao mesmo tempo, menos desgaste das articulações e músculos, tornando-o praticável por atletas profissionais a pessoas sedentárias. Realizados com precisão, os movimentos do Pilates podem ser feitos por pessoas de todas as idades, inclusive as que sofrem de problemas ósseos e musculares ou até de dores crónicas.

Fonte: Estudio Just Yoga

Um beijinho com 

Ler mais ...

Auto dos Reis Magos

Publicado em Dos meus Dias

Como sabem, domingo é dia de família e de aproveitar ao máximo o bom tempo. 

Desta feita, estávamos já a planear o nosso domingo da melhor forma. De manhã fomos à aula de música, na Escola de Música Maestro Samuel Santos , enquanto o pai ficou a descansar. Tínhamos marcado almoço em casa dos avós e, na aldeia mesmo ao lado (Freguesia de Figueira em Penafiel), iria realizar-se uma peça de teatro intitulada: Auto dos Reis Magos. 

Lembro de os meus pais me levaram ainda era eu pequena e fiquei sempre com a recordação dos Reis Magos a aparecerem em cima do dromedário. É daquelas recordações da infância que não esquecemos e que gostaria que ficasse gravada na memória do meu pequeno Francisco.

  

Assim foi: Chegamos um pouco antes da hora, para podermos aproveitar toda a envolvência do espaço, as atividades e explorar as barraquinhas de produtos feitos pelos moradores, seja bonecas de trapos, presépios de madeira e até a broa caseira.

 A peça de teatro começa numa extremidade da aldeia e vem percorrendo a mesma com as pessoas que assistem atrás, como que a fazer procissão. A peça culmina com a chegada dos Reis Magos ao adro da igreja, onde estava encenado o nascimento do Menino Jesus, um bebé real, que aguentou toda a tarde na colinho da sua mãe, que seria Maria. 

Achei uma atividade muito interessante para bebés e crianças, que se por um lado deliraram com aqueles animais tão grandes como os dromedários, por outro, estavam em êxtase com a possibilidade de poder tocar nos burros e até poder dar uma voltinha de potro ou de cavalo. 

O meu Francisco absorveu toda a atividade e delirou com os animais. Uma tradição daquelas que vale a pena manter e visitar!

Nota: Desculpem as fotos fraquinhas de telemóvel...

Um beijinho com 

Ler mais ...
Vamos tornar a vida mais leve? Destaque

Vamos tornar a vida mais leve?

Publicado em Dos meus Dias

Hygge é uma palavra dinamarquesa sem tradução literal que está ligada à sensação de conforto, intimidade e contentamento. A ideia é que você seja capaz de criar sua própria felicidade e sensação de bem estar todos os dias.

Assim, mesmo nos dias difíceis e frios, por exemplo… pequenos gestos podem ser vistos como algo cheio de significado. Então, que tal fazer como os dinamarqueses e encarar a vida de uma forma simples?

A seguir deixo-vos alguns passos para uma mudança de hábitos, que conheci através desta interessante filosofia:

1. Aproveite o seu tempo com a família e os amigos
Passar tempo com quem gostamos é o que nos faz realmente feliz. Reunir pessoas queridas, compartilhar histórias e se divertir com elas faz parte da filosofia hygge.

2. Sentar em frente à lareira
Poucas coisas são tão aconchegantes e confortáveis como sentar-se próximo à lareira nos dias frios. Nos dias de calor, podemos substituir o gesto por um período em frente ao mar.


3. Faça coisas simples
Porquê passar a manhã sobre um livro de receitas para preparar um almoço? Faça como um dinamarquês! Escolha uma refeição deliciosa que pode ser preparada em pouco tempo, e daí extrair tempo para dar tempo aos outros. Embora eu seja da opinião de que cozinhar para os outros, é dar-lhes do nosso tempo e amor.

4. Diminua as luzes e use velas 

Os Dinamarqueses adoram velas. Eu também! As chamas criam uma atmosfera brilhante e trazem sensação de equilíbrio mesmo nos ambientes mais escuros. Mas atenção: não escolha as opções aromáticas. Nada no modo hygge de viver é artificial. Velas de cera de abelha são as mais indicadas.

5. Decore dentro de casa com itens de fora
Geralmente, uma vida feliz e saudável é aquela integrada à natureza. No entanto, às vezes, é um pouco desconfortável passar tempo no exterior. Por isso, os dinamarqueses trazem elementos externos para dentro de casa. Aposte em paredes de pedra, piso de madeira, mesas grandes feitas de árvore e plantas.

6. Faça pão

Créditos da foto: Blog Cinco Quartos de Laranja

O aroma de um pão no forno é quase uma definição para hygge. Escolha uma receita simples e divirta-se cozinhando. Depois, convide os seus amigos a experimentar a sua iguaria. Nota: eu costumo comprar a massa pré-feita que existe à venda nas grandes superfícies, depois é só amassar, deixar levedar e levar ao forno! Enquanto coze, tiro a manteiga do frigorífico para amolecer, preparo um chá, ponho uma mesa bem bonita e depois delicio-me…!

7. Beba chocolate quente
A bebida traz uma sensação boa de aconchego, além de ser fácil de preparar. Mãos à obra, para estes dias frios e aproveitar o quentinho da lareira?

8. Saia
Ficar em casa é uma delícia, mas uma parte de aproveitar a vida é conhecer o que está do lado de fora. O contacto com a natureza pode ser a chave para alcançar o equilíbrio e uma vida saudável. Para isso, inclua uma caminhada na sua rotina.

9. Livros


Ler é um hábito saudável e uma atividade para passar o tempo com você mesmo. Invista nessa prática! Mas lembre-se que os dinamarqueses preferem um livro físico a um eletrónico. Se acha que não tem diferença, pense no aroma de um livro novinho.

10. Esqueça o telemóvel

Ser hygge é deixar de lado (pelo menos um pouco) as tecnologias. É importante para o nosso bem-estar aproveitar as experiências e vive-las completamente. E com o celular ao lado fica mais difícil, não é?

11. Não se prive
Ser hygge é privilegiar as boas coisas da vida e tudo aquilo que nos faz feliz.

 

Ler mais ...
Assinar este feed RSS