Auto dos Reis Magos

Como sabem, domingo é dia de família e de aproveitar ao máximo o bom tempo. 

Desta feita, estávamos já a planear o nosso domingo da melhor forma. De manhã fomos à aula de música, na Escola de Música Maestro Samuel Santos , enquanto o pai ficou a descansar. Tínhamos marcado almoço em casa dos avós e, na aldeia mesmo ao lado (Freguesia de Figueira em Penafiel), iria realizar-se uma peça de teatro intitulada: Auto dos Reis Magos. 

Lembro de os meus pais me levaram ainda era eu pequena e fiquei sempre com a recordação dos Reis Magos a aparecerem em cima do dromedário. É daquelas recordações da infância que não esquecemos e que gostaria que ficasse gravada na memória do meu pequeno Francisco.

  

Assim foi: Chegamos um pouco antes da hora, para podermos aproveitar toda a envolvência do espaço, as atividades e explorar as barraquinhas de produtos feitos pelos moradores, seja bonecas de trapos, presépios de madeira e até a broa caseira.

 A peça de teatro começa numa extremidade da aldeia e vem percorrendo a mesma com as pessoas que assistem atrás, como que a fazer procissão. A peça culmina com a chegada dos Reis Magos ao adro da igreja, onde estava encenado o nascimento do Menino Jesus, um bebé real, que aguentou toda a tarde na colinho da sua mãe, que seria Maria. 

Achei uma atividade muito interessante para bebés e crianças, que se por um lado deliraram com aqueles animais tão grandes como os dromedários, por outro, estavam em êxtase com a possibilidade de poder tocar nos burros e até poder dar uma voltinha de potro ou de cavalo. 

O meu Francisco absorveu toda a atividade e delirou com os animais. Uma tradição daquelas que vale a pena manter e visitar!

Nota: Desculpem as fotos fraquinhas de telemóvel...

Um beijinho com 

Modificado emsegunda, 09 janeiro 2017 13:57
(1 Vote)
Ler 1442 vezes

Deixe um comentário